Negocios

Ministério de Minas e Energia divulga indicados para Conselho de Administração da Petrobras

fique por dentro

Eleições Mudança em planos de saúde Aborto no Brasil Volta do frio Morte de filho de jornalista Ministério de Minas e Energia divulga indicados para Conselho de Administração da Petrobras Lista inclui o executivo Caio Paes de Andrade, indicado para presidir a estatal. Nomes têm de ser aprovados pela assembleia de acionistas da Petrobras, onde governo tem maioria. Por Ana Paula Castro, TV Globo — Brasília

09/06/2022 20h28 Atualizado 09/06/2022

O Ministério de Minas e Energia divulgou nesta quinta-feira (9) a lista de indicados para compor o Conselho de Administração da Petrobras . A relação inclui o executivo indicado para presidir a empresa, Caio Mario Paes de Andrade

“O governo federal renova o seu compromisso de respeito a sólida governança da Petrobras , mantendo a observância dos preceitos normativos e legais que regem a empresa”, diz a nota divulgada pelo ministério

A lista é composta por:

Gileno Gurjão Barreto (indicado para presidir o conselho); Caio Mario Paes de Andrade (indicado para presidir a Petrobras ); Ricardo Soriano de Alencar; Edison Antonio Costa Britto Garcia; Jonathas Assunção Salvador Nery de Castro; Ieda Aparecida de Moura Gagni; José João Abdala Filho; Marcelo Gasparino da Silva; Ruy Flaks Schneider; e Márcio Andrade Weber

Confira o perfil de Caio Mário Paes de Andrade, indicado para ser o novo presidente da Petrobras

Próximos passos

As indicações ainda serão submetidas à votação da assembleia de acionistas da Petrobras . O governo é acionista majoritário, e, por isso, não deve enfrentar resistências na aprovação desses nomes

O conselho da Petrobras possui 11 integrantes. Além dos oito indicados pelo governo, há três eleitos por acionistas minoritários, detentores de ações preferenciais e pelos empregados da empresa

A nova indicação por parte do governo foi necessária porque o atual presidente da Petrobras , José Mauro Coelho, foi eleito na mesma votação que chancelou os atuais ocupantes. Segundo a empresa, para que Coelho seja destituído, os outros membros do conselho confirmados na mesma eleição têm que ser destituídos também

Com a nova lista em mãos, o Comitê de Pessoas da Petrobras deve avaliar o “enquadramento dos indicados aos requisitos e às vedações legais”, conforme detalhado pela companhia em comunicado ao mercado de 25 de maio

Em seguida, o atual Conselho de Administração vai se reunir para convocar a Assembleia Geral Extraordinária, em que discutirão a destituição de José Mauro Coelho e a eleição dos membros indicados hoje pelo ministério

A reunião de votação só será realizada 30 dias após a sua convocação

Miriam Leitão sobre troca no comando da Petrobras: ‘Estelionato eleitoral’